terça-feira, 2 de maio de 2017

Fala comigo



* Por Eduardo Oliveira Freire


Diz alguma coisa, sei lá, sobre seu trabalho, viagem, quem te sacaneou. Espera um pouco, continue online, esta noite preciso de companhia. As lembranças estão jorrando em mim.

Não queria falar daquele jeito com Marina. Meu pai me telefonou e não quis atender. Mas e aí, vai viajar com a Sandra para onde? O quê, está com sono!? Nem são três horas da manhã. Fala comigo. O quê? Vai se foder, não preciso de ajuda. Só quero conversar.

As máscaras voltaram. Querem me pegar. Viu a Laura? Como, morreu há dez anos? Mas eu a encontrei outro dia e conversamos muito. Ela me disse que mora num jardim lindo…

Cara, tem pessoas me perseguindo. Elas são pernetas e usam óculos escuros. Com certeza é algo ligado ao governo. Tu sabes que fui abduzido, né? Tem uma aranha me encarando. Ela tem os olhos da professora Creusa. Lembra-se dela?

Bem, estou muito ocupado e preciso desconectar. Estou arrumando minhas malas. Viajarei para Nova York para um congresso ultra secreto. Até mais querido. Fique bem e não tente mais se suicidar, tá bom?



* Formado em Ciências Sociais, especialização em Jornalismo cultural e aspirante a escritor - http://cronicas-ideias.blogspot.com.br/

Um comentário:

  1. As loucuras mais sadias da internet e a superimerssão virtual.

    ResponderExcluir